Blog


Olha só!, é um blog olho no olho, quero dizer, palavra no ouvido, grito no espaço, segredo e colapso público. É pra conversar um pouco pois é conversando que a gente se entende. Um pouco. Em tempo: todas as fotografias são do mesmo autor dos textos.
8 de junho de 2018

VAGANTE

poemas avulsos amores alados sem luto sem luta passo a passo   sem absolutos ou alvos fadados tumultos sem multas lado a lado   comigo mesmo […]
26 de maio de 2018

FLOR DO LÁBIO

adoro companhia mas segui a ser sozinho sem destino exato quase nunca me pergunto se estou reto ou errado não me acento circunflexo ou agudo em […]
26 de maio de 2018

IMÓVEL

sei que você rima comigo e que meu rumo sempre é você no ritmo, na fé, no corpo amigo na sé do humano credo de viver […]
25 de maio de 2018

QUANDO

quando se inaugura em mim, o amor se faz sempre surpresa: quando não é à primeira vista é porque se disfarça do feliz, hesita na esquina, […]
24 de maio de 2018

SEM SACAROSE

Gosto de beijos e palavras. Às vezes secas, outras molhadas, às vezes ternos, outras apaixonados. O meu texto preferido é aquele agressivo sem deixar de ser […]
24 de maio de 2018

UM SOL

Tenho em mim um sol com seu absurdamente grande e óbvio calor e de resplandecência extremamente bela. Tenho em mim a luz que faz a vida […]
24 de maio de 2018

Bilhete arrancado de uma agenda do ano 2000

Após uma linda noite de show de música e autógrafos de novos livros, encontro o velho amigo, protagonista, num canto recolhido do camarim: O que foi, […]
24 de maio de 2018

IDADE MADURA

não se afeiçõe de mim eu não sou flor que se plante não me queira em seu jardim mas se veio a afinidade tente driblar os […]
24 de maio de 2018

TE QUERO

Queria te falar uma coisa da forma mais singela, ferrenha e amorosamente sincera. Gosto de pessoas sensíveis, de gentes sonhadoras, de criaturas vividas e vívidas, de […]
24 de maio de 2018

MEUS EUS

quero todas as memórias, se possível em cataratas, para chorar de vez o que se foi e, depois, revoltar os instintos – aqueles dos mais ariscos […]
24 de maio de 2018

ATRAVESSO

mas qual é a diferença entre a mágica e a feitiçaria, a mesma entre a prática e a teoria? a cesta básica do amor é mais […]
24 de maio de 2018

MINHA ALMA CANTA

minha palavra cata uma ínfima notícia em uma partícula de suor dentro de um teu poro, suspira essa umidade e sublima o que seria a emoção. […]
24 de maio de 2018

A HARD DAY’S NIGHT

um dia difícil porque meus olhos não veem bem, ou melhor, vem cinza no que é grisalho, ou pior, veem chumbo o que é azul cobalto. […]
24 de maio de 2018

SER AMÁVEL

muita vez a gente acha que basta amar para receber amor em troca. nada disso, não é bem assim. além de amar é preciso ser amável. […]
24 de maio de 2018

LENDA VIVA

parece uma delícia estúpida o amor. delicado e tenso como teia de aranha, áspero e teso como língua de gato, ronronante e intenso como mar dentro […]
 
 



        
Digital-Design- logo
Scroll Up