Blog


Olha só!, é um blog olho no olho, quero dizer, palavra no ouvido, grito no espaço, segredo e colapso público. É pra conversar um pouco pois é conversando que a gente se entende. Um pouco. Em tempo: todas as fotografias são do mesmo autor dos textos.
10 de março de 2018

NOSSAS NUDAS VESTES

não somos doentes mas entes que se elaboram muito mais entre o presente e o passado sem aparas para sermos sempre   somos dolentes sensíveis inacreditados […]
3 de março de 2018

LICENÇA PRÊMIO

sozinho limpo despido nem a solidão está comigo e não faz falta água sim ar puro feijão com arroz cachaça papai e mamãe tabaco ossos do […]
28 de fevereiro de 2018

VÃO

amor é gelaria de polos, torrefação de trópicos. nos corpos, nos pensamentos, nos sentimentos, de formas quase incríveis ou inacreditáveis, quem sabe se sorteados por destinos, […]
23 de fevereiro de 2018

SÓ VÍRGULAS

não te exijo nada, a tua beleza e carinho me bastam, uma forma de felicidade se ajunta a mim e traz calor, frescor, uma coisa de […]
20 de fevereiro de 2018

DESMENTINDO

não tenho o que mentir nem desmentir te amo   público e notório dispensa oratório rezas, pragas, promessas   te amo e isso basta para toda […]
14 de fevereiro de 2018

SONHO SÓLIDO

neste verão de pitangas e ventos miçangas multicores nos sabores dos sorvetes neste calor de urgentes desejos ardentes estertores vem das fomes e das sedes e […]
14 de fevereiro de 2018

9.9

sinto seu hálito à minha volta seus cheiros mais íntimos me rodeando não sei se é a falta de hábito mas conviver com a paixão é […]
12 de fevereiro de 2018

ARQUEJANTE

o arco do dia fazendo-se noite ou alvorada os arcos nas cordas de um contrabaixo, violoncelo, violino, viola os arcos dos dias que rodopiam pelo planeta […]
9 de fevereiro de 2018

AMANTE

que eu enfarte de glória a pessoa que quer minha morte que eu invada com rimas pobres quem me quer mal me deseja o fatal eu […]
7 de fevereiro de 2018

NDA, NINGUÉM, NEM EU

ninguém há de guardar termos para justificar todos os erros assim como ninguém me fará calar aos berros os gritos de suicídio nesta terra de céus […]
7 de fevereiro de 2018

TODA VEZ

não são suas sombrancelhas ou as partes íntimas recém depiladas que mais me atraem são as grandes coisas que crescem entre nós pois que não nos […]
2 de fevereiro de 2018

SURPRESA E CERTEZA

muitas vezes duvidei do amor. nunca recusei amar. a natureza do resplandecer, se recriar, alçar inéditos voos, saber o momento de pousar, é coisa do amar […]
25 de janeiro de 2018

REDIGO

já te disse, desde o início afeto é bom carinho é ótimo sexo é delirante mas sem amor tudo é desperdício
12 de janeiro de 2018

SABE?

já te disse, desde o início afeto é bom carinho é ótimo sexo é delirante mas sem amor tudo é desperdício
7 de janeiro de 2018

AINDA II

certo dias meu coração não ruge nem trina não bate nem leva não destina nem apanha meu coração não é hoje é eterno enquanto extinta feito […]
 
 



        
Digital-Design- logo
Scroll Up